LC: Letra de Câmbio

Vamos começar já esclarecendo uma dúvida comum, as letras de câmbio não têm nada a ver com o câmbio de moedas: euro, dólar, etc.

Trata-se de títulos de renda fixa, onde você empresta seu dinheiro para uma financeira. Com isso já justificamos o porquê de não ser um produto tão popular, pois quem costuma investir massivamente na divulgação de produtos são as grandes instituições financeiras como os bancos.

As LC funcionam com características parecidas com os CDB, porém, normalmente apresentam maior rentabilidade.

As explicações para maior rentabilidade são de possuir liquidez limitada, ou seja, seu dinheiro precisa ficar investido durante o tempo determinado na contratação. Também por ser um produto oriundo de instituições menores, apresentando assim maior risco.

A boa notícia é que as letras de câmbio são garantidas pelo FGC em até R$250.000,00.

As rentabilidades das LC são diárias e podem ser pré-fixadas, pós-fixadas ou híbridas.

Há incidência de IR sobre os rendimentos através da tabela progressiva, variando de 22,5% a 15%.

Esse tipo de investimento você encontra disponível em corretoras.

Ficou com alguma dúvida? Assista nossos vídeos do Canal do Investidor onde trazemos mais informações sobre as melhores opções de investimentos.

FGC – fundo garantidor de crédito

O Fundo Garantidor de Crédito existe para proteger seus investimentos!

Trata-se de uma “entidade privada, sem fins lucrativos, destinada a administrar mecanismos de proteção a titulares de créditos contra instituições financeiras”, segundo uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN), de agosto de 1995.

Essa entidade assegura diversas operações de depósitos e investimentos, no caso de seu dinheiro estar aplicado em alguma instituição que apresente graves problemas financeiros.

Em 2017, o FGC apresentou algumas mudanças em suas regras, porém permanece o limite de R$250 mil por CPF (ou CNPJ) garantido por conglomerado financeiro, ou seja, instituições financeiras e bancos que pertencem ao mesmo grupo.

Uma das mais significativas alterações é para valores contratados a partir de 21 de Dezembro de 2017, que serão revisados a cada 4 anos a contar da data de liquidação ou intervenção da instituição financeira, sendo que durante esse período, o valor total assegurado é de R$1 milhão. Um exemplo para ficar mais claro, supondo que uma das instituições onde você aplicou seu dinheiro faliu e você recebeu R$250 mil do FGC, isso significa que até fechar o prazo de 4 anos, seu valor a ser garantido passa a ser R$750 mil.

Outra mudança, é que agora investidores não-residentes também passaram a ter garantias para investimentos elegíveis.

Para saber mais sobre esse assunto, assista ao vídeo onde explicamos mais detalhes sobre o funcionamento e mudanças do FGC.